7 Erros comentidos ao preencher a Declarção do Imposto de Renda

O de preenchimento da declaração do Imposto de Renda(IR) é obrigatório para todos os brasileiros portadores de CPF e empresas com seu CNPJ. Mas para fazer de forma correta e evitar problemas com a Receita Federal, fuja dos erros mais comuns. Saiba quais são e informações importantes sobre o seu IR a seguir.

Sete erros comuns de quem vai preencher o imposto de renda

Para facilitar a vida do contribuinte o preenchimento da declaração do Imposto de Renda é enviada virtualmente. É necessário realizar o download do programa no site. Depois é só fazer a instalação e realizar o preenchimento com as informações corretas em cada campo.

Imposto de Renda Retido na Fonte

Imposto de Renda Retido na Fonte

Você precisa de um contador para preencher o seu Imposto de Renda? Muitas pessoas utilizam o serviço de um prestador de contabilidade para evitar erros ou porque não sabem calcular alguns dividendos. É uma forma mais segura de evitar problemas com a Receita Federal, mas não há problema algum fazer sozinho.

E para ajudar, listamos os sete erros mais comuns no preenchimento e como evitá-los.

1 – Digitar valores incorretamente – o simples acréscimo de um 0 faz toda a diferença na soma total de valores e deduções. A regra é que todos os centavos sejam colocados corretamente.

2 – Não colocar todos os seus rendimentos – o imposto de renda 2017 corresponde a todos os ganhos do período de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2016. Todas as informações referentes a salário, venda de imóveis e outro tipo de bens devem ser listadas. Assim como todas as perdas de uma compra e aumento do patrimônio também devem estar no formulário.

3 – Declarar um dependente em dois impostos de renda – a situação é muito comum quando se trata de filhos de pais separados. Uma criança deve estar apenas em uma declaração, no geral quem possui a residência do filho. Mas pode ser quem contribui muito mais financeiramente para o bem-estar da criança ou responsável pela pensão.

Imposto de Renda 2015

Imposto de Renda 2015

Além de ser um erro muito comum também é um dos motivos e a maior volta da declaração para reparo. No cruzamento de dados o sistema acusará o mesmo dependente para duas pessoa se recusará as duas declarações.

4 – Colocar doações a ONGs como deduções – se não for para um órgão governamental, adoração não é dedutível do Imposto de Renda. Não importa o valor e nem a quantidade de vezes que o ato foi feito.

5 – Deixar de declarar o recebimento de pensão alimentícia – isso é mais comum do que você imagina, em especial entre casais recém separados. A pensão deve constar como gasto em quem paga e ganho e quem recebe para comprovar a transação financeira entre as duas partes da forma correta.

6 – Não declarar ganho de aluguel – o recebimento consta como ganhos extras e deve estar na sua declaração para a Receita Federal. Também deve constar o pagamento da moradia em quem reside em um espaço alugado.

7 – Colocar gastos com saúde e sem nota fiscal – se fosse tão fácil assim todo mundo poderia declarar pagamentos mensais de mais de R$ 5 mil para terapia, por exemplo. Se os comprovantes fiscais não foram emitidos pelo prestador de serviço de saúde, não pode constar no seu Imposto de Renda.

Alguma dúvida? Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *